INFORMATIVOS

CONFERENCIA TEOLÓGICA EM VOLTA REDONDA

Lema da 6a Região durante todo o biênio, "Comprometidos com o Crescimento Saudável do Corpo de Cristo" foi o tema da 2a Conferência Teológica realizada pelo CEFORTE de Volta Redonda no dia 26 de julho. O evento aconteceu no Teatro do Colégio João XXIII, em Retiro, e recebeu diversas autoridades eclesiásticas que fazem parte da IMW. "Agradecemos a Deus por esta grande oportunidade em poder reunir os seminaristas, pastores, presbíteros e missionárias nesse evento promovido pelo CEFORTE, polo em Volta Redonda, juntamente com a Secretaria Regional de Educação Cristã da 6a Região. Destacamos a presenças dos nossos Superintendentes Distritais, Pr. Derly Neves (Aterrado), Pr. José Eugênío (Retiro), Pr. Jerónimo Russi (Barra Mansa) e Pr. Luis Alberto Maia (Barra do Piraí). Estiveram presentes membros de outras denominações. Agradecemos a presença da pastora Lea Cordeiro, da Igreja Metodista do Brasil", relatou a missionária Sueli Gomes, diretora do CEFORTE Volta Redonda.

Superintendente da 6ª Região, Bispo Roberto Amaral falou acerca do seguinte tema: A Administração Eficaz e a Saúde do Corpo de Cristo, desmistificando a ideia de quem vê a administração como parte negativa do ministério. Citando em sua palestra textos como o do teórico Peter Drucker, o Bispo usou a base de Mateus 24.45-51 para falar da importância e implicação da administração. Ele ainda citou oito características de uma administração eficiente, entre elas aquela que prima pela formação de lideranças e que valoriza projetos. Professor do CEFORTE em Cascadura e mestre em Teologia Bíblica, Vitor de Oliveira Abreu falou sobre a importância da pregação na sociedade atual". Em sua ministração, falou sobre a relação entre Deus e o povo de Israel, desde a saída do Egito até a terra prometida, articulando também com o Novo Testamento. "Foram momentos abençoados. Oramos para que todas essas pérolas estejam guardadas em nosso  de coração. A Palavra de Deus quando é dita na hora certa, para as pessoas certas, é capaz de produzir um desequlíbrio em nosso espírito, em nosso interior, em nosso ser. Ficamos então diante de um dilema: ou retornamos a antiga zona de conforto, ignorando-a, ou criamos coragem e seguimos em direçâo as mudanças exigidas por ela", concluiu a missionária Sueli.